Menu

Notícias


Charmoso cinquentão


Restaurante Tio Pepe comemora cinco décadas de sabores regionais. Menu ganhará sete novos pratos

Não é sempre que se vê um restaurante sobrevivendo a mais de algumas décadas de funcionamento. O Leite, no centro do Recife, ostenta o título de mais antigo em funcionamento no Brasil, com 132 anos de história. Não tão longevo, mas um dos points mais disputados da Zona Sul da cidade, o Tio Pepe acaba de completar 50 anos. A fórmula para tanto sucesso talvez esteja na mistura da irreverência do lugar, aliada ao cardápio de primeira mão, comandado pela chef Mirtes Garrido.

Foi em 1964 que o pai de Mirtes, o espanhol José Garrido Cid (o Pepe), inaugurou a primeira casa à beira-mar de Boa Viagem, com foco nos frutos do mar. Lá, os clientes escolhiam camarões e lagostas para serem grelhados na hora. Há 35 anos, o restaurante ganhou o novo endereço, em Setúbal, onde funciona até hoje. Com a mudança, o cardápio ganhou uma cara mais nordestina, com toque contemporâneo. Em setembro, a carta ganhará mais sete pratos para comemorar as cinco décadas de funcionamento, todos criações de Mirtes. "Serão três receitas de camarão, duas de bacalhau, um salmão e uma moqueca de frutos do mar, além de novos petiscos", adianta Eduardo Andrade, gerente da casa e primo da chef.

O bom-humor está presente já na entrada, quando o cliente é recepcionado pela simpática anfitriã Dona Pepa. Pela casa, frases irreverentes - como "Não somos perfeitos porque não somos modestos" -, chamam atenção num ambiente onde uma cama de solteiro vira mesa e dezenas de quadros de J. Borges estão espalhados pelo teto. A irreverência, claro, também está presente no cardápio. Nas entradas (os "engana-fome"), destaque para o Caranguejo metido a coxinha (R$ 28,80) - oito coxinhas de massa de macaxeira recheadas de carne de caranguejo temperada - e o Camarão do Nemo (R$ 54,90) - refogado na cebola, alho e pimenta do reino.

Entre os principais, o campeão de vendas é a Carne de sol na brasa (R$ 75,40) - servida com queijo coalho assado, acompanhada de arroz, feijão verde, vinagrete, farofa de jerimum e macaxeira frita. Mas a pedida certeira é o Filé trifásico (R$ 79,40) - recheado com creme cheese e bacon, acompanhado de risoto ao molho da chef com bananas à milanesa e macaxeira palha (exclusividade da casa). Todos os pratos ganham porções fartas, que servem facilmente três pessoas.
Na parte de frutos do mar, o Dona Pepa (R$ 87,60) é um filé de pescada amarela alto acompanhado de arroz com camarão e batata noisete salpicada de páprica.

Outro destaque é a Porca Vulcânica (R$ 59,20), um filé inteiro de porca preparado na brasa e regado ao molho do chefe, acompanhado de vulcão de feijão frito, com lavas de creme de leite, pimentão sem pele assado na brasa e macaxeira. Esse item é servido apenas nas sextas e sábados. Para fechar a refeição, peça o diferente Doce de leite bêbado (R$ 12,80), servido numa taça e preparado à base de vinho do porto.

Dica
Nos três ambientes, o Tio Pepe comporta 280 clientes. Mas fique ligado para chegar cedo nos almoços dos fins de semana, quando as filas de espera são grandes.

Fonte: Gastrô Online